quarta-feira, 30 de agosto de 2017

SONATA PARA DOIS VIOLONCELOS E CONTÍNUO DE HAENDEL

Interpretação da sonata para dois violoncelos e baixo contínuo, Op. 8  em Sol menor, de Georg Friedrich Haendel.

                           


Entre os mestres do barroco, coloco Haendel a par de J.S. Bach. Considero Haendel o maior compositor da Grã Bretanha, de todos os tempos. 


Sem dúvida, Haendel tinha uma capacidade mágica de produzir linhas melódicas de uma beleza inexcedível. 


As suas composições instrumentais têm sempre uma perfeita adequação aos instrumentos, neste caso os dois violoncelos.


Nunca a sua música me pareceu enfadonha, como poderia acontecer com certas peças de seus contemporâneos, mesmo de alguns célebres e talentosos.